notícias

Fevereiro Laranja: Mês de Conscientização sobre a Leucemia

Fevereiro Laranja: Mês de Conscientização sobre a Leucemia
11 de fevereiro de 2020 ● Saúde
A campanha do Fevereiro Laranja alerta sobre a Leucemia, câncer que afeta os glóbulos brancos e tem como principal característica o acúmulo de células doentes na medula óssea, que é o local de fabricação das células sanguíneas.




Leucemia: Sintomas, Diagnóstico e Tratamento.

Manifestando-se na forma aguda ou crônica, a leucemia pode ter sérias complicações caso não seja diagnosticada brevemente. A forma aguda é considerada uma emergência médica, as células se multiplicam rapidamente provocando a morte das células saudáveis na medula óssea e sangue. Com isto, o paciente necessitará começar a quimioterapia rapidamente. Na forma crônica, as células se multiplicam lentamente e os sintomas podem demorar muitos meses para aparecerem. Esta forma também requer diagnóstico e tratamento específico, mas os sintomas são menos intensos.

Sintomas
Os sintomas da doença podem variar, de acordo com o tipo de leucemia, mas existem alguns sinais comuns que os pacientes apresentam. São eles:
  • Febre ou calafrios;
  • Fadiga e fraqueza persistentes;
  • Infecções frequentes ou graves;
  • Perda de peso sem motivo aparente;
  • Nódulos linfáticos inchados;
  • Desconforto abdominal, provocado pelo inchaço do fígado ou do baço;
  • Hemorragias ou hematomas recorrentes;
  • Pequenas manchas vermelhas na pele;
  • Suor excessivo, principalmente à noite;
  • Dores nos ossos e nas articulações.

Diagnóstico
Como os sintomas da leucemia costumam ser vagos e não específicos, muitas vezes podem ser confundidos com outras doenças comuns. Por isso, caso você apresente algum sinal suspeito, o ideal é procurar um médico. A leucemia crônica, por exemplo, por ter sintomas menos intensos, pode ser identificada em um exame de sangue de rotina. Caso haja alguma suspeita, relacionada ou não a sintomas, o médico pode solicitar os seguintes exames de diagnóstico:
  • Exame físico: sinais físicos que indiquem leucemia, procurados por seu médico, como pele pálida devido à anemia, inchaço dos linfonodos e aumento do fígado e do baço;
  • Exames de sangue: por meio de uma amostra de sangue, o médico pode determinar se há níveis anormais de células vermelhas e brancas ou plaquetas;
  • Teste de medula óssea: uma amostra da medula óssea é enviada para um laboratório, com o objetivo de procurar células alteradas.

Tratamento
Os tratamentos indicados para a leucemia dependem do tipo e extensão da doença. A pessoa pode fazer quimioterapia, imunoterapia, radioterapia, transplante de medula óssea ou a associação de diferentes tratamentos.
 

Referências:
Fevereiro Laranja alerta sobre leucemia, câncer que afeta o sangue  [Internet]. Acessado em 8 de janeiro de 2020. Disponível em:  http://www.saude.go.gov.br/fevereiro-laranja-alerta-sobre-leucemia-cancer-que-afeta-o-sangue/
Principais aspectos da leucemia [Internet]. Acessado em 8 de janeiro de 2020. Disponível em:  https://www.roche.com.br/pt/farmaceutica/areas_terapeuticas/hematologia/linfoma-e-leucemia/principais-aspectos-da-leucemia.html



COMPARTILHE:

» leia também